PONTO DE VISTA - Nº69 MAIO 2016

Medicina oral do sono em destaque

  • Adélia Ramazanova, Membro da comissão organizadora do congresso da Associação Portuguesa do Sono.
  • 04 de May, 2016

Adélia Ramazanova, Membro da comissão organizadora do congresso da Associação Portuguesa do Sono.

Nos dias 13 e 14 deste mês, a Associação Portuguesa de Sono, em colaboração com o Serviço de Estomatologia do Centro Hos­pitalar Lisboa Norte, apresenta uma iniciativa centrada na medicina oral do sono. O evento, acreditado pela Ordem dos Médicos, terá lugar em Lisboa com a presença de um destacado leque de oradores nacionais e dois convidados estrangeiros, especializados em diversos domínios da medicina do sono.

Teremos a honra de contar com a presença do doutor Roy Doo­kun, presidente e co-fundador da British Society of Dental Sleep Medicine, membro do conselho da European Academy of Sleep Medicine e Ludovic Baratier, engenheiro e inventor, presidente nas áreas de pesquisa e tecnologia da ResMed.

O sono representa cerca de um terço das nossas vidas durante o qual decorrem funções importantes tais como a regulação hormonal, da frequência cardíaca, da pressão arterial, da consolidação da memória, entre outras. Este equilíbrio noturno pode ser alterado por diversas patologias, algumas das quais ainda pouco conhecidas.

Uma das patologias do sono cada vez mais diagnosticadas na atualidade é a Síndrome da Apneia Hipopneia Obstructiva do Sono (SAHOS), que representará o foco central deste congresso. Esta patologia crónica caracteriza-se por episódios repetitivos de obstrução da via aérea superior, resultando en hipoxemia intermitente com dessaturação de oxigénio e microdespertares (American Academy of Sleep Medicine). A sua importância re­side não só no risco cardiovascular associado quando não tratada, mas também no que respeita aos recursos de saúde utilizados. Importa ainda ressaltar a multidisciplinaridade no que respeita à avaliação, diagnóstico e tratamento destes doentes.

Apesar do apoio ventilatório constituir a primeira linha de tratamento, apresentaremos alternativas para doentes não aderentes, demonstrando a transversalidade multidisciplinar e a importância da formação dos profissionais de saúde oral nesta área.
O programa do congresso divide-se em duas vertentes, a teórica e a prática, com um curso hands-on, com doente real, impartido pelos convidados Roy Dookun e Ludovic Baratier.

O programa científico do primeiro dia prevê uma abordagem ao impacto da SAHOS na sociedade, desde a perspetiva do adulto à da criança, a avaliação do sistema estomatognático, visando a suspeita clínica da patologia, ou como determinadas características do crescimento craniofacial podem predispor à SAHOS, e ainda o tratamento com ventilação e dispositivos de avanço mandibular. Os trabalhos do primeiro dia culminarão com a conferência intitulada State of art (simpósio patrocinado pela ResMed) com as mais recentes inovações e guidelines internacionais.

No segundo dia de conferências aprofundaremos os conhecimentos sobre a fisiopatologia da SAHOS e o seu risco cardiovascular, conheceremos as provas complementares de diagnóstico no que se refere a imagiologia e teremos a perspetiva cirúrgica na abordagem terapêutica da patologia, terminando com um pequeno resumo da perspetiva futura orientada para a fenotipagem. Esta segunda jornada encerrará com a criação de um núcleo de trabalho na área da medicina oral do sono.

O evento será ainda pautado por sessões de apresentação de pósteres, espaços para intercâmbio e discussão de experiências clínicas num clima mais informal, e o estímulo aos novos profissionais na área da investigação com atribuição de um prémio.

Esta iniciativa pretende despertar uma maior atenção ao dia­g­nós­­tico desta patologia e oferecer uma sólida formação teórica com possibilidade de aplicabilidade prática imediata.

Convidamos todos os profissionais de saúde oral e aqueles que se dedicam à medicina do sono a partilharem connosco estes dois dias de atualização de conhecimentos.

Si quieres compartir...