PONTO DE VISTA - Nº72 SETEMBRO 2016

Higiene oral debate-se em outubro com programa de elevado nível científico integrado no 36º congresso anual da SPEMD

  • Fátima Duarte, presidente da Associação Portuguesa de Higienistas Orais.
  • 05 de Sep, 2016

Fátima Duarte, presidente da Associação Portuguesa de Higienistas Orais.

É já no próximo dia 8 de outubro que terá lugar a terceira edição do programa “Higiene oral em debate”, organizado pela Associação Portuguesa de Higienistas Orais (APHO), que este ano é dedicada ao tema “Xerostomia e hipossialia: causas, diagnóstico e tratamento”.

Esta formação vai decorrer na cidade do Porto, mais concretamente na Fundação Cupertino de Miranda, em conjunto com o programa do 36º congresso anual da Sociedade Por­tuguesa de Estomatologia e Medicina Den­tária (SPEMD).

O tema escolhido prende-se com a atualidade, pela grande necessidade de saber o que fazer nas muitas pessoas que hoje em dia, cada vez mais, são sujeitas a radiação da cabeça e do pescoço, e conhecer ainda os efeitos colaterais que estas técnicas in­vasivas provocam.

Este modelo de formação contínua que a APHO organiza anualmente, assumido como curso (com a duração de um dia), é importante na medida que versa um tema específico que é aprofundado e traz necessariamente uma mais-valia para os profissionais do setor.
A primeira edição realizou-se em 2014, subordinada ao tema “Cárie dentária”, e fez-se de forma isolada. A partir de 2015, esta iniciativa passou a organizar-se em conjunto com o congresso anual da SPEMD, com o propósito de recuperar uma tradição da classe dos higienistas orais: a de estar associada a esta sociedade científica na sua formação anual, como sempre esteve desde a sua primeira edição (embora em formato congresso), e tendo em consideração que o congresso anual da APHO, neste momento, celebra-se de forma independente.

O objetivo do organismo que representa os higienistas orais portugueses será, uma vez mais, o de contribuir ativamente para o conhecimento científico dos profissionais da área da saúde, e em especial da higiene oral.

A APHO apela aos higienistas orais e aos demais profissionais de saúde que participem ativamente, para que haja de novo o sucesso garantido, à semelhança das outras edições.

De resto, o leque de conferencistas desta edição do programa “Higiene oral em debate” será, uma vez mais, de grande nível científico.
 

Si quieres compartir...